Teu silêncio

março 25, 2011

O teu silêncio não me incomoda, não me agride e não me destrói. Não me fere, não me corrompe e não me faz te desejar longe. Teu silêncio abriga palavras que o vento se encarrega de transmitir enquanto, singelamente, eu permaneço em teus braços. Teu silêncio conforta e muito. E me completa instantaneamente durante todo o tempo que me encontro perto de ti. Cada palavra dita se perde no exato momento em que é jogada para fora e é esquecida cada vez que não estamos juntos, mas eu sorrio cada vez que me lembro de todas as vezes que você tentava em vão ocultar tais palavras.
Palavras que não precisam de serem ditas para serem entendidas e só por serem pensadas já se tornam capazes de serem sentidas.
Tecnologia do Blogger.