Você que nunca sai de mim

Foto: We Heart It
Passar pelos mesmos lugares que um dia nós andamos ainda é capaz de mexer com minhas estruturas. Você foi. Eu também fui. Mas eventualmente as lembranças me pegam pelo pescoço e me obrigam a lembrar de você. Não é de propósito. Nunca é. Mas sempre olho para esses locais com carinho e vejo nós dois juntos como se estivéssemos parados na cena - estamos correndo para pegar um ônibus, estamos naquele restaurante esperando o nosso almoço, estamos atravessando a avenida movimentada. Simplesmente estamos.

Hoje eu acordei e, por um instante, acreditei que você estivesse ao meu lado. É que a gente se encontrou essa noite. Depois de tantos anos, eu te beijei. Abracei. Perguntei como é que você estava. Vi o seu sorriso, ouvi o som da sua gargalhada – aquele barulho que eu morro de medo de esquecer um dia. Percebi que você estava mais vivo do que nunca em mim. E fui. Embora, para fora, seguir minha vida. Acordei do melhor sonho que tive com você nesses longos anos, porque, tenho certeza, foi o que eu estive mais perto da vida que um dia nós tivemos.

É que, apesar do tempo, essas lembranças são bem fortes em minha mente. E eu não sei o que poderia acabar com isso. Qualquer sinal de você, qualquer música, qualquer cheiro ou qualquer lugar me lembram do que um dia nós fomos – e do quanto eu gostaria que ainda fôssemos. E isso, meu amor, é o suficiente para nos visitarmos durante a noite. Quer você goste ou não.

Entenda: eu nunca desejei que ficasse. Que permanecesse. Que fosse parte da minha rotina diária. Eu nunca, sequer imaginei que você ficaria contra a minha vontade. Ficaria em minha mente, no caso. Então, eu me concentrei em te esquecer. Mas nada disso foi possível.

Você continua vagando por entre os meus sonhos, o som da sua risada ainda está no meu pé do meu ouvido e eu ainda sou capaz de sentir seu cheiro, vez ou outra, nos lugares onde eu estou e você sequer passou. O chão ainda some dos meus pés quando penso em você e o coração ainda aperta quando sei que não vai voltar. Mas sabe de uma coisa? Você está bem e é isso que importa.

Amar tem dessas coisas, não é mesmo? Te quero bem, acima de tudo. Mesmo de longe. E, eu sei, você nunca vai sair de mim, meu amor. Mesmo que eu ainda passe nos lugares de sempre. Você, nunca.

Postar um comentário

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados à Dreisse Drielle. Layout feito com por Odd