O sol que batia lá fora

Foto: We Heart It
O sol que batia lá fora não era o sol que iluminava aqui dentro. Na verdade, não havia luz. Não havia cor. Não havia nada. O sol que batia lá fora deixava meus olhos um tanto quanto mais claros, mas não dizia nada sobre a escuridão que andava aqui dentro. O frio, a dor, os dias cinzas eram o maior dos problemas, mas quem se importa? 

O sol continua brilhando na fora. Ele continuava deixando meus olhos claros, minha pele mais rosada e meus lábios menos doloridos por causa do frio. O sol continuava amanhecendo todas as manhãs, como quem não quer nada. E eu continuava sentindo frio aqui dentro. Aquelas nuvens todas já nem queriam me dizer mais nada. Não passarão, eu imaginei. 

Vez em quando, eu deitava no cantinho da cama só para sentir parte do rosto um pouco mais quente. Tomar sol lá fora era raridade, mas o calor em meia pele já era suficiente para mim. Eu não morria de frio, eu não morria cinzenta. Na pior das hipóteses, meus olhos continuariam claros e minha pele continuaria com esse tom rosado de saúde. 

E só. O sol que batia lá fora definitivamente não era o sol que iluminava aqui dentro.

Postar um comentário

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados à Dreisse Drielle. Layout feito com por Odd