Casamento pé na areia: o guia definitivo!



Em tempos onde o casamento não precisa mais seguir padrões rigorosos e definidos, casar na praia se tornou o sonho de diversas noivinhas e noivinhos por aí (inclusive o meu!). Um casamento leve, ao som do barulho do mar, luz do dia e muito amor envolvido que requer, antes de tudo, um planejamento alinhado com tudo que o casal deseja, afinal, estamos falando da natureza e ela, além de linda, é também imprevisível. 

1. Defina o estilo do casamento: este é um ponto muito importante! Antes de tudo, é legal pensar qual o estilo do seu casamento e quantas pessoas serão convidadas. Os mini-weddings (casamentos para, no máximo, 80 pessoas) na praia estão super em alta, mas há também a possibilidade de fazer um destination wedding (quando os noivos não são daquela cidade) para mais pessoas ou, se você já mora na praia ou já tem tudo isso em mente, definir se será um casamento mais rústico, romântico ou moderninho (mesmo sendo pé na areia).

2. Procure pela praia ideal: sugiro que o casal tire um ou mais fins de semana para pesquisar e conhecer cada praia, local de festas ou casas em condomínios. Para chegar a conclusão do lugar que eu iria casar (alô, Ubatuba!), eu e meu noivo viajamos por alguns fins de semana e andamos por mais de uma cidade para visitar todas as praias e receptivos de casamento que havíamos escolhido para realizar o nosso sonho. Vá, marque reuniões, converse com os proprietários do local, pegue indicações com outras noivas e se jogue!

3. Defina a data do casamento: já que estamos falando de casamento na praia, a escolha da data é imprescindível! Os melhores meses para casar no litoral sul/suldeste é entre abril e agosto. Se você deseja casar em uma praia nordestina, prefira as datas do verão. É legal também fugir de alta temporada como férias escolares, longos feriados e datas comemorativas importantes (como ano novo ou semana santa). Toda essa preocupação será um alívio depois, porque tenho certeza que você não quer uma praia lotada de gente desconhecida bem no dia do seu casamento ou que as pessoas não apareçam porque já se programaram para o feriado!


4. Solicite a autorização da prefeitura: aproveitando que falamos sobre praias cheias, aqui está um item muito importante! Praias são espaços públicos e, portanto, precisam de uma autorização por escrito da prefeitura responsável pela praia. No geral, eles pedem que você faça um mapa do evento, fale sobre alguns detalhes (se será servido ou não comida na praia, por exemplo) e depois pague uma taxa previamente calculada e baseada na metragem que você irá usar. Tudo isso irá gerar um alvará que permite o uso da praia naquele dia/hora. Para fazer isso com calma, sugiro que você faça a solicitação com, ao menos, 6 meses de antecedência. 

5. Encontre fornecedores que realizem o seu sonho: quando eu decidi casar na praia, minha maior dificuldade foi encontrar fornecedores que pensassem fora da caixa e topassem minha loucura (alô, Ubatuba, de novo!). Tudo isso porque o casamento que eu quero inclui um luau na praia com todo buffet planejado para isso, além de algo bem mais rústico e menos “quadrado”. Por causa disso, adiamos nosso casamento para ter mais tempo para encontrar fornecedores que abrissem a cabeça e fizessem algo além do tradicional. Por isso, pesquise, pesquise e pesquise pelos fornecedores certos!


6. Tenha um plano B: mais uma vez, nós estamos lidando com praia/natureza! Casar entre os meses de abril e agosto não te deixará livre da possibilidade de chuva ou de encarar uma maré alta que irá prejudicar a decoração do casamento. Por isso, meu conselho é que você já alugue um espaço que permita essa mobilidade: pode ser uma pousada com um jardim coberto ou uma casa em um condomínio fechado que tem espaço suficiente para colocar uma tenda. Tudo isso, com certeza, te deixará mais tranquila para planejar todo restante do casamento.

E o melhor: se inspire! Veja fotos, vídeos, escolha os convites, pesquise bastante sobre a decoração, flores e os outros detalhes que vão fazer do seu casamento uma cerimônia única! De antemão, eu já deixei uma pasta especialmente separada para você no Pinterest (já me segue lá?). Você encontra itens de decoração, papelaria e buffet, além de vestidos e fotos lindas para reproduzir no dia!

Vale ressaltar que todos os meus “conselhos” são baseados no trabalho e esforço para organizar o meu casamento! Se quiser se sentir mais tranquila ou está com receio de planejar tudo apenas entre você e seu noivo, procure um cerimonial especializado em casamentos pé na areia que vai dar tudo certo! 

Mas e aí, noivinha? O que você acha que não pode faltar quando o assunto é casamento na praia?  

Postar um comentário

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados à Dreisse Drielle. Layout feito com por Odd