Remar contra a maré vale a pena?

abril 07, 2011
Remando contra a maré. Correndo contra a multidão. Lutando para não ser arrastada por esse fluxo que se julga correto demais. Gente de teorias previsíveis e que torcem sempre para o fim. O fim alheio, porque o fim de uma história de outra pessoa é sempre menos doloroso. Porque fingir que entende dá muito menos trabalho do que realmente não fingir. Julgar é muito mais fácil que tentar entender. Tentar entender é muito mais complicado que fingir que está tentando.

Posso estar sendo radical demais ou não. No fundo, só estou cansada de lutar contra tudo e no fim ser sempre eu para sofrer, correr atrás e pedir perdão como se eu fosse a errada da história mais uma vez. E talvez eu seja mesmo.

Teorias previsíveis, gente cheia de julgamentos. História com o fim mais do que certo e mais uma vez eu estou aqui: me debatendo contra a correnteza, tentando provar que todos estão errados enquanto eu mais uma vez tampo meus ouvidos para palavras tão cruéis e finjo que tudo está bem.
Tecnologia do Blogger.